quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Melhore a energia da sua casa em 2013

Para começar o ano bem, não basta somente vestir uma roupa nova. Atitude positiva também é um fator muito importante para poder brilhar nesta nova fase que está se iniciando. Para sua casa receber 2013 com energias positivas, organizar os armários, fazer uma boa limpeza e usar determinadas cores na decoração podem fazer a diferença. Confira as dicas para deixar seu lar em harmonia.

Adeus, bagunça! – Para que a energia circule pelo imóvel sem tropeços, é necessário analisar quais são os lugares em que ela está estagnada, de acordo com a arquiteta de interiores especializada em Feng Shui Val Bassane. “Se desfazer da bagunça é um bom começo para preparar o ambiente. “Armários com coisas velhas, locais com coisas quebradas ou com defeito atrapalham a energia da casa”, afirma.

Doar o que já não serve ou usa mais também deve fazer parte dos planos para 2013. “Não há nada melhor para a paz interior do que a prática do desapego”, lembra Val. Além disso, a profissional recomenda que se conserte ou jogue fora o que está estragado, rasgado, manchado e sem uso.

Limpeza - Limpar bem e organizar a casa é uma das principais dicas oferecidas por Val para começar bem 2013. A especialista afirma que é preciso ficar atento aos cantos que foram esquecidos durante o ano. “É preciso analisar dentro do lar onde é que a energia está estagnada, como em locais onde a poeira acumula, lugares escuros e sem ventilação, como os porões”, ressalta Val. Assim que estes cantos forem detectados, a especialista aconselha clareá-los e mantê-los sempre limpos e em ordem, para que os bons fluídos circulem melhor no ambiente.

“Uma boa maneira de renovar a energia da casa é lavar cortinas e limpar paredes, além de deixar as janelas e portas sempre abertas para o sol e o vento entrar”, aconselha a arquiteta Leila Peppe. Além disso, a designer de interiores Rejane Costa, complementa: “Se a casa for nova, antes de habitar pinte as paredes e lave o piso, a fim de eliminar os maus fluídos dos antigos moradores”.

Cores – Apostar em alguns tons na decoração também favorece a energia da casa. Para quem pretende melhorar o relacionamento amoroso, o rosa deve prevalecer, de acordo com Val. Móveis de cores preto e azul podem atrair sucesso na vida profissional e nos estudos. Já o verde deve ser usado por quem deseja que a família receba atenção especial em 2013. O branco e o prata são para estimular a criatividade, enquanto o cinza aumenta o círculo de amigos e viagens para o novo ano, segundo a especialista. Para quem quer fama e sucesso, o investimento deve ser no vermelho. Para uma fase próspera, roxo e lilás são as opções mais recomendadas pela profissional.

Itens de decoração - Para atrair romance, a especialista em Feng Shui sugere que a decoração da casa conte com móveis com formas arredondadas, objetos em pares, cadeiras com almofadas aconchegantes, imagens de casais felizes e objetos que remetam ao amor, como corações, pássaros e pombos.

“Plantas com folhas pendentes e flores como beijinhos e rosas também podem facilitar a abertura das energias para o amor”, diz Val. A designer de interiores Rejane também indica arranjos de girassol e plantas vermelhas para manter o ambiente alegre. Para afastar a inveja, a arquiteta acredita na Espada-de-São-Jorge. “Ela é conhecida pela proteção contra brigas de família e também para atrair a prosperidade. É preciso colocá-la na porta de entrada”, diz Leila. De acordo com ela, a planta fica bem em cantos e exige poucos cuidados.

Para quem busca sucesso financeiro, a especialista em Feng Shui aconselha que esteja presente no lar objetos relacionados à prosperidade. “Vale qualquer item que proporcione sensação de abundância, como arranjos com moedas e plantas que cresçam para cima e simbolizam o crescimento”, afirma Val.

Fonte: Zap Imóveis

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Como se preparar para receber hóspedes



Colecione brindes de hotel

Não há necessidade de compartilhar o seu shampoo. Da próxima vez que se hospedar em um hotel ou um resort, lembre-se de trazer os artigos de higiene em formato miniatura. Eles teem a quantidade perfeita para o uso dos seus hóspedes.


Crie um pequeno espaço para seu hóspede guardar seus objetos

Seus hóspedes se sentirão mais em casa se puderem tirar da mala o essencial. Esse cabideiro que aparece na foto poderá ser usado depois na lavanderia de sua casa. A cômoda também poderá oferecer um espaço a mais para guardar suas coisas após os hóspedes partirem.

Deixe no quarto de hóspedes mapas e revistas

Você quer dar atenção ao seu hóspede, mais você não tem tempo. Primeiro providencie mapas de ruas, ônibus e metrô para então o seu hóspede saber como se locomover nas redondezas. Para ideias do que fazer, comece com as dicas do seu jornal local. Seus convidados poderão checar quais peças, cinemas ou shows, assim como outros locais que possam ter eventos. Ofereça também revistas locais como inspiração e outras revistas e livros para que eles tenham algo para folhear antes de dormir.

Fonte: www.realsimple.com

Mensagem da Brahma Kumaris - World Spiritual University


Plenitude


“Tenha um grande coração ao dar respeito. Não fique chateado se alguém disser algo a você. Minha tarefa é dar àqueles a quem ninguém dá. Com o poder da verdade torne-se a personificação do amor. Onde há verdade, há amor e honestidade: isto cria plenitude. Com sentimentos de plenitude você pode dar cooperação. Quando você é cooperativo, você recebe cooperação de todos.”

Dadi Janki

Para indicar o recebimento dessas mensagens a um colega por favor sugerir que acesse: www.bkumaris.org.br/cadastro

Site da Brahma Kumaris internacional: http://www.bkwsu.org/

Site da Brahma Kumaris no Brasil: http://www.bkwsu.org/brazil/

Natal sustentável: decore a casa reaproveitando objetos antigos


A sustentabilidade, mais do que um conceito, está virando um hábito. Nesta época de festas de final de ano, o reaproveitamento pode ser a inspiração para uma decoração natalina: é prática, bonita, e o melhor, barata!”, aconselha o arquiteto Allan Feio, que dá dicas para você investir nesta tendência.

Dicas essenciais

1. Coloque velas decorativas em taças ou garrafas de bebida, transformando-as em castiçais. É possível criar uma composição usando taças e garrafas de tamanhos e modelos diferentes.

2. Para quem tem o hábito de guardar fitas que foram usadas em embalagens de presente, a opção é reaproveitá-las criando laços para decorar garrafas de bebidas e potes. Formam um arranjo interessante para a mesa do jantar.

3. Com um simples vaso, pote ou jarro de vidro incolor é possível criar um arranjo: é só pegar as bolas da decoração de Natal que sobraram dos anos passados e colocar dentro da peça de vidro. Vale misturar modelos e cores. “Em vez das bolas, pode-se ainda colocar um jogo de luzes pisca-pisca e criar um arranjo iluminado”, indica o especialista.

4. Com as mesmas bolas de Natal antigas é possível criar uma espécie de móbile, pendurando-as por um fio de nylon, em várias alturas. A dica é pregar no teto, em um dos cantos do cômodo principal da festa de Natal.

5. Arranjos de flores tradicionais podem virar natalinos se forem adicionados pequenas bolas ou enfeites temáticos, desses comprados em lojas de R$1,99. As pinhas naturais também têm tudo a ver com as festas.

6. Quem tem habilidades manuais pode reaproveitar garrafas pet para criar flores e até uma árvore de Natal. Aproveite as cores, use a criatividade, corte e enfeite-as como preferir. “Essas peças são ideais para áreas externas, já que não vão estragar com a exposição ao sol e à chuva”, explica Allan Feio.

7. Separe retalhos de tecidos nas cores vermelha, verde e dourada, ou que tenham motivos que remetem ao Natal, e costure um patchwork simples com esses pedaços de pano para criar um jogo americano ou um centro de mesa, por exemplo. Fica um charme!

8. Não é necessário comprar uma nova árvore de Natal todos os anos! Faça alguns reparos na que você já tem em casa conservada, reforme os enfeites e dê uma cara nova às peças. Troque laços e fitas, pinte com cores diferentes e acrescente elementos novos.

9. Se você não tem uma árvore artificial, abuse dos enfeites naturais. Compre um pinheirinho e plante-o em um vaso bonito, ou simplesmente escolha plantas de sua preferência (como ráfis ou dracena arbórea) para decorar com motivos e cores natalinas.

10. Invista também em enfeites apenas com flores. Você pode simplesmente plantá-las em um vaso ou compor arranjos naturais em guirlandas e jarros de vidro. Opções que têm tudo a ver com o Natal são: rosas brancas e vermelhas, bico-de-papagaio, azevinho, pimenteira, narciso, entre muitas outras.

Fim de ano consciente

O Instituto Akatu pelo Consumo Consciente dá algumas orientações para que você tenha uma postura correta e ajude o planeta nas festas de fim de ano:

- Informe-se e escolha produtos para suas confraternizações de empresas social e ambientalmente responsáveis;

- Dê preferência a papéis e embalagens recicláveis e, ao final da festa, guarde o que for reutilizável e recicle o restante;

- Opte por utensílios (copos, talheres, pratos) reutilizáveis e não descartáveis;

- Na decoração com luzes, use lâmpadas de baixo consumo e apague-as antes de dormir;

- Dispense os pacotes de presente;

- Compre apenas a quantidade de alimentos e bebidas que você estima que realmente será consumida.

Consultoria: Allan Feio, arquiteto – Site: http://allanfeioarquitetura.blogspot.com
Instituto Akatu – Site: http://www.akatu.org.br

domingo, 9 de dezembro de 2012

Idéias fáceis para embrulhar seus presentes de natal


Uma flor é o toque final para um presente especial. E esconde o final da fita.


Um urso de brinquedo, um carrinho ou o que você quiser, fica como um presente extra quando é segurado com um cordão brilhante.


Combine um papel prateado com várias fitas douradas. Dá um efeito moderno, divertido e brilhante.


Por último, para dar um toque natalino, um ornamento de estrelas com gancho para pendurar na árvore de natal com fita plissada.

Fonte: www.realsimple.com


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Como tirar manchas do box

Quem cuida da manutenção da casa sabe que o banheiro precisa estar sempre limpo e impecável. Limpá-lo pode não ser fácil, mas nada como alguns truques para poupar seu tempo e facilitar a tarefa.

Para a faxina do banheiro ficar completa, é preciso dar uma atenção especial ao box. O vidro e o acrílico são os materiais mais usados para as portas dos boxes e necessitam de cuidados diferentes na limpeza.

O ideal seria secar o box imediatamente após o banho, já que o contato com shampoos, cremes, sabonetes e outros produtos utilizados, além da oleosidade natural do corpo humano, acabam causando manchas.

No entanto, como isso é praticamente impossível, o melhor é apostar em algumas dicas que tornam a limpeza do box mais eficaz.

Box de vidro

A primeira dica sobre como limpar box de vidro é não utilizar produtos ácidos, com cloro ou água sanitária. Tente remover as manchas com a dobradinha água e sabão, mas caso não seja suficiente, aposte em água quente com vinagre branco. Use uma esponja macia para esfregar a mistura e, em seguida, seque o vidro com um pano limpo e macio.

Outra receita infalível é misturar detergente com álcool. Para usá-la, primeiro é preciso jogar água quente no local das manchas e depois, com uma esponja, aplicar a mistura. Depois é só enxaguar com água fria e deixar secar naturalmente.

No caso das manchas que se formam na parte de baixo do vidro e tem um aspecto engordurado, é preciso usar primeiro sabão ou detergente e um produto que elimine a sujeira acumulada, que pode ser álcool ou limpa-vidros.

Box de acrílico

As dicas de como limpar box de acrílico são mais simples. O ideal é usar um pano limpo embebido em água e sabão ou detergente neutro e depois enxaguar. Manchas de sabonete e gordura podem ser removidas com a mistura de uma xícara de amaciante em água morna.

Jamais utilize esponjas abrasivas, palha de aço, nem com solventes minerais, tais como álcool, querosene, thinner para não danificar o material.

Fonte: www.dicasdemulher.com.br

Como lidar com situações embaraçosas nas festas de fim de ano

As festas de fim de ano estão aí e, com elas, as clássicas situações embaraçosas causadas por personagens que marcam presença em cada um delas, todos os anos. Lidar com essas situações nem sempre é fácil mas, com um pouco de jogo de cintura, nenhum problema irá arruinar suas comemorações.

O tio bêbado

Nem sempre é o tio. Pode ser uma tia ou um sobrinho, ou a cunhada, ou o colega de trabalho, enfim, alguém sempre exagera no álcool e começa a dar trabalho. Para resolver o problema, leve essa pessoa até um ambiente reservado e explique, calmamente, que não há mais festa para ela. Chame um táxi, ofereça uma carona ou coloque a pessoa para dormir, caso seja um parente próximo. O importante aqui é evitar vexames e situações constrangedoras para os demais convidados.

O destruidor de vasos

Mais uma vez, pode não ser um vaso. Talvez alguém derrube vinho no seu tapete novo, ou quebre a travessa que você herdou da sua avó, não importa. Nenhum objeto perdido deve tirá-la do sério. Permaneça calma e diga que “não foi nada”, ainda que você esteja querendo matar alguém, por dentro.

É fundamental que, antes do início da festa, você tire de circulação objetos e peças de estimação, porque acidentes acontecem.

Se, ainda assim, houver problema, respire fundo e não perca o rebolado: há grandes chances de o culpado já estar se sentindo péssimo com o ocorrido.

O polêmico

Esse personagem está presente principalmente quando a festa não é em família. Ele adora trazer à baila assuntos capazes de causar desentendimentos. Há uma trinca de ouro que, quando sacada, dá margem a muitos problemas: futebol, política e religião não se discutem. Se isso acontecer na sua festa, é importante saber sair da saia justa.

Mudar de assunto é uma boa estratégia para cortar o problema sem parecer rude. Pergunte “quem quer torta?” ou algo do gênero. Se estiver longe da roda de conversa ou tiver vergonha de falar, aumente o som da música ou convide a pessoa que sacou o assunto a “provar um novo drink”.

O adiantado (ou o último a sair)

Sempre há alguém que chega cedo demais ao evento, da mesma forma que sempre há aquele que não vai embora, embora a luz já esteja apagada, a bebida tenha acabado e não haja mais ninguém na festa. Para ambos problemas, é melhor incluir no convite o horário de início e fim da festa.

Se, ainda assim, alguém chegar adiantado, peça a essa pessoa para te ajudar a finalizar os preparativos. Para aqueles convidados que insistem em permanecer ao fim da festa, o ideal é explicar gentilmente que você está muito cansada por tudo o que teve que organizar e que, agora que a festa acabou, precisa descansar. Agradeça a presença de todos e acompanhe-os até a porta.

As festas de final de ano são boas oportunidades para rever amigos que você não encontra com frequência, além de reunir os familiares e promover uma confraternização. Qualquer que seja o tipo de evento escolhido, aproveite a ocasião para se divertir junto àquelas pessoas que você mais ama.

Fonte: www.dicasdemulher.com.br

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Saiba como manter sua casa organizada

A vida de quem trabalha fora e tem a responsabilidade de cuidar da casa é tão corrida que manter o imóvel organizado pode ser uma maneira de economizar tempo. Um guarda-roupa desarrumado, por exemplo, requer muitos minutos a mais na hora de se aprontar para sair. Manter o lar em ordem parece tarefa difícil, mas algumas medidas simples podem ajudar a diminuir o desgaste desta exaustiva rotina.

De acordo com a consultora Heloisa Sunfeld, o primeiro passo para manter a casa em ordem é planejar o local exato de cada coisa. Além disso, é preciso criar um hábito que é muito importante para a organização: “Tudo o que for retirado do lugar, deve voltar para onde estava. Assim nunca fica a dúvida de onde o objeto foi deixado”, ensina a profissional.

Chave do carro, por exemplo, é algo comum de se perder dentro de casa, principalmente quando o veículo é de uso comum da família. “O recomendado é ter um lugar especial para colocá-la toda vez que entrar em casa. O local pode ser um porta-chaves aplicado na parede ou até mesmo uma vasilha bonita ao lado da porta de entrada. O importante é lembrar sempre de deixá-la no ambiente escolhido”, orienta Heloisa.

Cozinha - “Tudo o que a pessoa usa em sua rotina precisa ficar em um local de fácil acesso”, orienta a profissional. Copos de água, por exemplo, devem ficar sempre perto do filtro ou da geladeira, assim como todos os utensílios de cozinha perto do fogão para facilitar e agilizar o preparo das refeições.

Deixe os utensílios mais usados à mão e tudo o que utilizar somente em ocasiões especiais pode ficar em um lugar mais alto. “Refratários e panelas que não fazem parte do dia a dia podem ficar guardados em uma prateleira mais distante”, diz a profissional. Aquela louça especial e o cristal que você só usa em dia de festa podem ficar dentro da caixa, protegidos em um armário. “Assim que forem usados, eles devem ser lavados e já podem voltar à embalagem”, recomenda.

Despensa – Disponibilizar os mantimentos em um armário ajuda a mantê-los organizados. “Se possível, deixe as caixas e pacotes de alimentos e demais produtos já abertos em um local ou prateleira separada, evitando abrir dois iguais ao mesmo tempo”, aconselha a consultora. Outra dica importante é criar uma lista dos itens que precisam ser repostos. O velho e bom bloco de notas deve estar à vista, com uma caneta ao lado.

Armário de roupa – As vestimentas mais utilizadas devem estar localizadas em uma parte mais prática do armário. As roupas de festas e as que forem de uma estação oposta devem ser guardadas em locais diferentes para evitar a bagunça. Heloisa recomenda que o guarda-roupa seja organizado por assuntos. “Coloque vestido com vestido, blusas com blusas e assim por diante. Desta maneira é mais rápido para se arrumar, pois não é preciso procurar calças entre as camisas.”

“Ao chegar em casa e trocar de roupa, já coloque as peças usadas no cabide ou as ponha para lavar. Assim, ao se vestir na manhã seguinte, você retira do armário o visual do dia e já devolve para o guarda-roupa o da noite anterior”, sugere a organizadora.

Sapateira – A maneira indicada por Heloisa para guardar os sapatos é interessante. Muitas pessoas guardam os pares juntos, na mesma prateleira. “Minha sugestão é de que se coloque lado a lado todos os modelos do pé direito e os seus pares logo atrás”, indica. Após usar um par, devolva-o para seu lugar.

Banheiro – Faça um pequeno estoque com um item de cada produto, como um sabonete a mais, xampu e papel higiênico, entre outros. “É muito desagradável começar a escovar os dentes, por exemplo, e notar que a pasta acabou e não há outra nova no ambiente para repô-la”, diz Heloisa. Portanto não esqueça: sempre que tirar algo da reposição, recoloque outro no lugar.

Livros, DVDs e CDs – O critério de organização desses itens varia de pessoa para pessoa. Há quem prefira separá-los por ordem alfabética. Outros por temas e assuntos. “Existe no mercado torres para guardar os CDs e DVDs que abrigam muitas caixinhas e são ótimas para quem tem pouco espaço. Quem tiver um ambiente maior pode optar por um projeto com o marceneiro e criar um compartimento com divisórias”, diz Heloisa.

Fonte: www.zap.com.br

14 presentes de natal simples, bonitos e que você mesma pode fazer


Com o natal se aproximando, temos que já ir pensando nos presentes. Que tal você mesma fazer suas lembrancinhas de natal? No site do Real Simple, tem várias sugestões e receitas, como sais de banho, livro de receitas de família, jardim de mini-suculentas, entre outros. Caso queira ver a matéria completa, é só acessar o link do site (em inglês):


http://www.realsimple.com/holidays-entertaining/gifts/homemade-holiday-gifts-00000000024318/index.html


Fonte: Site do Real Simple

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Dicas para ampliar banheiros pequenos

• Leve em conta a ergonomia do ambiente além da circulação

• Os banheiros retangulares, em geral, garantem melhores resultados do que os quadrados

• Prefira as duchas higiênicas aos bidês

• Crie alternativas para armazenamento de produtos como nichos em paredes, prateleiras, gabinetes escondidos atrás de espelhos, gavetas etc.

• Adote materiais claros e espelhos generosos, para dar maior sensação de amplitude

• Móveis planejados aproveitam todo espaço disponível

• Prefira armários de frascos por trás dos espelhos e gabinetes rasos com cubas de semi-encaixe

• Não desperdice espaços com aberturas de portas e circulações secundárias, opte pelas de correr

• Reserve áreas maiores para os setores com maior utilização

• Aproveite a parte superior da bancada para armários com prateleira e porta de correr, evitando gabinetes "pesados"

Fontes: Ana Rita Sousa e Silva Brunete Fraccaroli, Marco Donini, Rogério Perez, Shenia Nogueira e Toninho Noronha
 
MEDIDAS MÍNIMAS

• Box: 0,9 m x 1 m

• Largura do vão para o vaso sanitário: 0,7 m

• Altura da bancada: entre 0,8 m e 0,92 m de atura dependendo da louça escolhida

Fonte: Alessandra Hurtado, da AHGA, Giselle Macedo e Patrícia Covolo

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Mensagem da Brahma Kumaris - World Spiritual University

Doçura

“Veja como Deus faz com que as coisas sejam feitas através dos filhos. Ele permanece desapegado, mas faz com que tudo seja feito. Deus é o mais elevado nas alturas, o Guru verdadeiro. Ele sabe tudo que há dentro do coração de cada um. Então deixe para trás os frutos amargos do passado e desfrute apenas dos frutos doces que Deus está dando a você. Tome o amor doce de Deus e mantenha apenas isso em seu coração. Torne-se tão fácil que os outros sentirão que é fácil chegar a você. Quando você é fácil os outros sentem leveza na sua presença.”

Dadi Janki

Para indicar o recebimento dessas mensagens a um colega por favor sugerir que acesse: www.bkumaris.org.br/cadastro

Site da Brahma Kumaris internacional: http://www.bkwsu.org/

Site da Brahma Kumaris no Brasil: http://www.bkwsu.org/brazil/

Dicas para refrescar sua casa na primavera

A primavera é a estação do ano que nos convida a mudanças, inclusive na nossa casa: nos sugere uma decoração mais “fresca”, de cores alegres e muitas flores. Um estilo que, com poucos gastos e truques simples, nos permite renovar os ambientes. Para levar o ar primaveril para a seu lar, especialistas em decoração do site El Clarín prepararam uma lista com dez dicas. Confira:
1 - Momento de limpeza - Esta é a estação ideal para fazer uma limpeza e ordenar tudo o que juntamos durante o inverno. Abra bem as janelas para arejar a casa, aproveitando as temperaturas agradáveis, e deixe o sol entrar. Aproveite para se desfazer de todas as coisas extras e que, admita, não servem para nada. Faça uma limpa nos armários e gavetas.

2 - Adeus, tapetes! - No inverno, nada melhor do que colocar os pés num tapete quentinho, felpudo... Chegou a hora de enrolar tudo e substituí-los por outras tramas e texturas mais frescas e coloridas.

3 - Rearrumando os móveis - Nos dias e locais mais frios, como na Região Serrana, a melhor forma de arrumar o seu living é em função da lareira, se você tem uma. Com a chegada da primavera, e daqui a pouquinho o verão, é hora de pensar em uma nova disposição para os móveis, de preferência virados para a janela, varanda ou jardim.

4 - Flores, flores e mais flores - Tem flores artificiais nos vasos? Guarde-as para o inverno do ano que vem. A primavera traz o frescor da natureza e é o momento de decorar a casa com flores naturais. Você pode colocar alguns vasos na varanda, nas janelas e no interior da casa. Um buquê sobre a mesa da sala é um detalhe que não pode faltar.

5 - Aposte nas cores - Se está pensando em pintar a casa, é hora de sair do branco e adicionar cores a suas paredes. Se você prefere o branco mesmo ou os tons pastéis, opte por cores mais vibrantes nos objetos, como quadrinhos, enfeites, almofadas etc...

6 - Pense em 'ar puro' - Cortinas, almofadas, toalhas de mesa e colchas ''respiram'' primavera. Escolha padronagens com estampas, bordados ou lisas, porém coloridas, que entrem no clima e combinem com sua casa.

7 - Deixe entrar a luz - Uma boa opção para melhorar a iluminação dos ambientes é colocar cortinas opacas transparentes que permitam que a luz do sol entre.

8 - Troque os enfeites - Olhe ao seu redor. Adornos escuros que caem bem durante o inverno não são os mais adequados para dar as boas-vindas à nova estação. Procure incluir pequenos objetos coloridos que deem um toque mais primaveril à decoração.

9 - Perfume de primavera - Diga adeus aos desodorizantes de ambientes. Um aroma fresco e natural é fundamental. Espalhe pela casa difusores com fragrâncias ou essências que lhe agradam, ou crie seus próprios perfumes naturais. Uma ideia: em um frasco de vidro, misture canela e cravo da índia. Deixe-o aberto e desfrute o odor da primavera.

10 - Tudo a seu gosto - Este espaço lhe pertence, pois a casa é sua e esse toque tão pessoal está em suas mãos. Escolha cores, tecidos e objetos que lhe agradem e o façam se sentir bem, aconchegante: é a melhor receita para receber a estação do amor em seu lar.

Fonte: O Globo

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Receitinhas caseiras para deixar seu lar bem cheiroso






A onda dos difusores está por todo lado. Afinal, quem não quer manter o ambiente perfumado, né? Se você gosta de algo mais natural, confira algumas dicas para montar um que lhe agrade.



Aproveite as frutas

Ao invés de jogar no lixo as cascas de frutas cítricas, como a de laranja e limão, que tal usá-las para “apagar” o cheirinho ruim de gordura da cozinha? É supersimples. Anote aí:

Coloque água em uma panela e jogue as cascas dentro. Após levantar fervura, os óleos essenciais das frutas serão extraídos e ajudarão a neutralizar o odor ruim do ambiente. “Esta receitinha também é excelente para relaxar e umidificar o ambiente, o que é uma boa pedida para dias secos”, ensina a aromaterapeuta e aromatóloga Sâmia Maluf, da grife de produtos by Samia. Depois que esfriar, basta jogar fora as cascas e borrifar o líquido.

Abuse dos óleos essenciais

Colocá-los em sachês, difusor ou bolinha de cerâmica também funciona para deixar o seu lar cheirosinho. Para saber o aroma certo para cada ambiente, anote:

> No quarto: lavanda. “Uma gotinha no travesseiro antes de dormir ou aromatizar o quarto com esse tipo de óleo essencial garante uma boa noite de sono”, diz Sâmia;

> Na cozinha: óleos cítricos tiram o cheiro de gordura;

> Na sala: tangerina, gerânio e lemongrass prometem alegria, paz e serenidade ao ambiente;

> No banheiro: a combinação de cítricos com herbais (tangerina com alecrim, por exemplo) é perfeita para o local.

Sem mofo

Outra dica caseira, agora para mandar embora o mofo e o mau cheiro de armários e guarda-roupa, é montar um sachê com:

> 1 pedaço de algodão cru de 15 cm de diâmetro
> Alguns pedaços de giz de quadro negro
> Casca de canela
> Casca de laranja seca
> Cravo

Coloque os ingredientes no centro do tecido e amarre como uma trouxinha, espalhando-as pela casa. Deixe junto de lençóis e travesseiros, pois garantem um cheirinho agradável e que acalma. “Além disso, o cravo, a canela e a casca de laranja in natura são bactericidas, fungicidas e antimofo, e ótimos para combater as traças. Sem contar que não provocam alergias”, explica a especialista.

Fonte: Revista Shape

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Dez dicas para deixar sua cozinha prática e eficiente

Para tornar uma cozinha mais prática e eficiente, é necessária uma boa dose de paciência. Se você acha que chegou o momento de investir seu tempo na organização deste ambiente, separamos boas dicas que vão facilitar seu trabalho.

Primeiro, é fundamental abrir espaço nos armários. Ou seja, antes de iniciar a organização, providencie três caixas de papelão: uma para descartar o que não vai ser utilizado, outra para colocar objetos para doação e a terceira para as coisas que precisam de conserto.

O ideal é ir tirando os objetos do armário e limpando os que vão permanecer. Entretanto, não tire todos de uma só vez, pois, se você não conseguir concluir o processo no mesmo dia, o local vai continuar organizado. Depois de deixar os armários limpos, espaçosos e apenas com o necessário, inicia-se a fase criativa do processo.

A organizadora de ambientes e dona do blog Perfeita Ordem, Cláudia Caprecci, possui ideias valiosíssimas para esta etapa do processo. Colocamos as dicas da especialista em dez tópicos para que você tire de letra a arte da organização de uma cozinha:

1- Defina a organização por setores. Objetos que costumam ser mais utilizados no dia a dia devem ficar à mão, na parte inferior do armário. Objetos como louças de festa, taças finas, pratarias, devem ser guardados em locais separados, na parte de cima do armário, uma vez que são usados com menos frequência;

2- Talheres e utensílios devem preferencialmente estar em gavetas próximas ao fogão;

3- Organize as gavetas de cima para baixo. Na primeira delas, coloque talheres menores em organizadores de talheres. Na segunda, guarde conchas, escumadeiras, facas e utensílios maiores. Panos de prato e toalhas podem ficar na terceira, enquanto livros e caderninhos de receita, na última;

4- As panelas devem ser guardadas de acordo com o uso: mais utilizadas na frente, menos utilizadas atrás. Gavetões são ótima opção para armazenar as panelas por tornarem mais fácil a visualização. As assadeiras também devem ficar próximas ao fogão, guardadas uma dentro da outra;

5- Deixe as coisas utilizadas diariamente no café da manhã próximas à mesa onde ele é tomado. Organize uma pequena bandeja com açúcar, adoçante, caixinha de chá, etc. Também faça outra bandeja com alimentos de geladeira (margarina, requeijão, geleia). Essas dicas são importantes porque o café é um momento em que as pessoas normalmente estão com mais pressa. Com as bandejas sempre organizadas fica mais prático arrumar a mesa e guardar tudo após a refeição;

6- Copos devem ser alinhados e agrupados de acordo com o modelo e tamanho, deixando os menores na frente e maiores atrás;

7- Empilhe os pratos por serviço: rasos, fundos e de sobremesa, guardando aqueles que utiliza menos atrás;

8- Deve-se evitar empilhar xícaras, no máximo, colocar uma em cima da outra.
Mais que isso, corre-se o risco de quebrá-las ao tentar pegar;

9- Potes plásticos devem ser organizados por tamanho e cor, com as respectivas tampas em um recipiente ao lado. Não guarde os potes fechados, isso evita que fiquem com cheiro. Dica: dê preferência por potes quadrados e retangulares. Potes redondos ocupam mais espaço;

10- Os eletrodomésticos devem ser guardados todos no mesmo lugar, junto a seus acessórios.

Fonte: Imóvel Web

Transforme a decoração de casa gastando pouco com arranjos e buquês de flores


Chegar do trabalho todos os dias e se deparar com a mesma decoração de sempre pode ser cansativo. E quando o dinheiro encurta e nem a mudança de posição dos móveis acaba com a insatisfação, o jeito é buscar alternativas rápidas e baratinhas para inovar. Pois saiba que um belo arranjo ou buquê de flores podem ser ótima opção para transformar uma parede morta ou um cantinho esquecido em espaços de destaque.

A florista carioca Suzana Milman, proprietária da loja Florisbela e responsável pelos arranjos do hotel Copacabana Palace, afirma que independente do cômodo em que as plantas serão colocadas, todas precisam de luz. “Por isso, é indispensável que as janelas fiquem abertas sempre. Outra dica muito importante e que as pessoas esquecem é de limpar as pétalas e as folhagens. Um paninho e um borrifador resolvem rapidamente e a planta respira melhor”, explica Suzana.

Para decorar a sala, a florista ensina que o ideal é que optar por flores que complementem a decoração. “Se o ambiente é muito branco, flores coloridas formam um ponto de atenção. Já uma sala com elementos rústicos combinam melhor com um arranjo verde, por exemplo. O ideal é que role uma conversa harmoniosa entre as flores e o estilo do cômodo”. Se a ideia é desembolsar um pouco a mais e investir em algo maior e duradouro, Suzana indica alguns tipos de palmeiras, que são vendidas por hastes. “A ráfia é a opção certa para as famílias mais tradicionais. Pleoméria também é uma escolha bacana, fica grandinha e tem um verde lindo”, diz. Já para o quarto, cores claras e suaves oferecem a delicadeza ideal. “Rosas brancas ou orquídeas rosadas embelezam sem pesar, mas a água do vasinho deve ser trocada todos os dias, para não criar um cheiro desagradável”, diz.

Urgência
E se durante o expediente, o marido ligar e avisar que os amigos irão fazer uma visita para o jantar? “Compre muitas flores, todas do mesmo tipo, e as coloque em um vaso bem bonito. Para dar menos trabalho, escolha aquelas com o caule mais limpo. Copos de leite e flores tropicais como estrelícia e caribea sempre fazem sucesso. Se a ideia é dar um colorido, rosas com tons parecidos, como laranja e cor-de-rosa ficam lindas”, conta Suzana.
Com todas essas dicas, agora é só aplicar a criatividade e deixar os ambientes da sua casa de cara nova e cheios de vida.
Fonte: www.daquidali.com.br

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Como dar uma festa em casa: veja dicas práticas e estilosas


Receber os amigos em casa para uma festa de fim de semana ou um happy hour rápido entre segunda e sexta-feira é uma delícia, a gente sabe. Mas planejar um encontrinho com praticidade e bom gosto nem sempre é fácil.

Pensando nisso, resolvemos reunir aqui dicas inspiradoras para ajudar você a organizar uma reunião inesquecível com pessoas queridas.


1) Comece pelo convite

O ideal é que ele seja feito por telefone ou por e-mail com pelo menos uma semana de antecedência, para que os convidados possam se programar. É claro que nada impede um convite de última hora, caso a festa não tenha sido planejada com antecedência. “Sempre que se convida para uma festa, deve-se esperar que o convidado leve um acompanhante”, avisa o especialista Alexandre Cymes. Vale lembrar também que é a partir do número de convidados que se define o que será servido.

2) Planeje um cardápio prático

Festa em casa já sugere um clima intimista e de proximidade com os convidados, por isso, nada de ficar enfurnada na cozinha enquanto seus amigo se divertem na sala. Segundo o buffet Arroz de Festa, o ideal é pensar em um menu fácil, que pode começar com uma salada simples de entrada ou uma sopinha que faz sucesso no inverno. Se preferir, você ainda pode optar por um prato principal único e com personalidade, para dar menos trabalho e, ainda assim, deixar sua marca. “Uma boa paella, um cassoulet (feijoada francesa), um picadinho, frango ao curry, risoto ou massa recheada são ótimas saídas para festas em casa”, explica o banqueteiro Alexandre Cymes”. Para servir, aposte no esquema self-service, ou nas mini porções.

3) Organize um barzinho charmoso

“Reserve um espaço para um bar e deixe as bebidas, gelo, copos, frutas cortadas (se tiver caipirinhas) para que cada um se sirva. Deixe coqueteleiras, canudos decorados, coloridos e mexedor de drinques. Pode ser interessante deixar também receitas e dicas de como se faz alguns drinques com medidas e truques na parede. É sempre muito divertido os próprios convidados prepararem suas bebidas”, ensina o time do Buffet.

4) Decore com simplicidade

Mesmo em uma casa ou apartamento pequeno, é preciso abrir o máximo de espaço para que os convidados possam circular livremente. “Espalhe comidinhas em pontos estratégicos para que as pessoas não se concentrarem em um lugar só e nem precisem cruzar o salão para comer. Compre flores, é simpático tê-las na casa”, afirma o especialista em buffets e festas Alexandre Cymes.

5) Lembre-se do banheiro dos convidados

A dica dos experts aqui é decorá-lo com flores, sabonetes cheirosos e toalhinhas finas. “Não se esqueça de um rolo de papel higiênico extra, finalizado com um lacinho de fita para ficar com cara de festa”, recomenda o time do Arroz de Festa.

6) Solte o som

Com antecedência, pense no clima que você deseja para a festa e monte um set list de acordo para deixar tocando. Lembre-se que a música deve refletir a sua personalidade e a de seus amigos.

7) Fique atenta aos últimos detalhes

“Não economize no gelo, tenha um bom estoque e deixe a bebida sempre gelada. Monte em um canto da sala uma mesa de café com máquina (se tiver) ou com bules bonitos. Trufas e bombons também são simpáticas (para uma sobremesa simples e de última hora). E sempre é de bom tom comunicar seu vizinho que fará uma festinha. Mande uma caixa de bombons ou flores para que ele pense duas vezes antes de reclamar ou chamar a polícia”, brinca o expert Alexandre Cymes.

Fonte: GNT

GNT estreia nova temporada de “Casa Brasileira”

A série “Casa Brasileira” chega a sua terceira temporada nesta sexta-feira, trazendo grandes nomes da arquitetura e do design do país. Dirigido por Alberto Renault e exibido no canal GNT, o programa percorre casas, fazendas e ateliês na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Piauí para traçar o perfil de profissionais. No primeiro episódio, o jovem designer Zanini de Zanine, filho do arquiteto Zanine Caldas mostra o seu ateliê em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Além disso, a atriz Mariana Ximenes conta como os móveis de Zanini a acompanham em sua vida nômade de atriz.
Na semana seguinte, é a vez do arquiteto David Bastos o jeito baiano de morar em seus três endereços: Bahia, Rio e São Paulo. E as atrações não param por aí. Até o final da temporada, que tem 8 episódios, serão homenageados por Casa Brasileira os paulistas Mauro Munhoz, Sig Bergamin e Paulo Mendes da Rocha, o designer Domingos Tótora, o carioca Jorge Hue e o piauiense Gerson Castelo Branco.
Nas duas últimas edições, a Casa Brasileira traçou o perfil de profissionais, como Sergio Rodrigues, Isay Weinfeld e Irmãos Campana. Dessa vez, a série traz também depoimentos de pessoas que convivem e habitam espaços criados por outros nomes, tão importantes quanto esses.

Fonte: O Globo

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Mensagem da Brahma Kumaris - World Spiritual University

Paciência

"Quando fico muito ansioso pelos resultados de algo que está por vir é como se eu tentasse comer o fruto verde. Tudo acontece de acordo com o seu próprio tempo e estação. Eu não posso ter a  esperança de colher mangas fora da estação, quando a primeira árvore nem sequer floresceu. Mas quando surgir a primeira fruta haverá muito prazer em saboreá-la."

Brahma Kumaris

Para indicar o recebimento dessas mensagens a um colega por favor sugerir que acesse: www.bkumaris.org.br/cadastro

Site da Brahma Kumaris internacional: http://www.bkwsu.org/

Site da Brahma Kumaris no Brasil: http://www.bkwsu.org/brazil/

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Onde colocar a TV?

Existe uma distância ideal entre a TV e o sofá. Quanto maior a tela, mais longe ela deve ficar do lugar em que as pessoas se sentam.
Confira as distâncias recomendadas para os tamanhos mais populares e evite dor de cabeça e olhos cansados. Faça o cálculo e descubra o quanto a TV deve ficar longe do sofá.
Para fazer o cálculo, é só multiplicar o número de polegadas da sua TV por 7. O resultado é a distância ideal da TV e o seu sofá. Por exemplo, caso a sua TV seja de 29 polegadas, o cálculo é 29 x 7 = 2,03 metros.

Como esconder fios

Tome cuidado para não deixar à mostra os fios! Um painel escuro com fundo falso destaca a tela e esconde os cabos. Outra opção é prendê-los na parede, mas é preciso passar um conduíte de pelo menos uma polegada por dentro da parede. Uma solução barata é comprar um organizador de fios, o “macarrão”, uma espiral que se enrola ao redor deles.

Fonte: Revista Viva Mais!

Organizando armários: Toalhas, edredons e cobertores

Toalhas

    * Para organizar as toalhas, faça uma muda com as toalhas, a de rosto vai dentro da de banho. Para economizar espaços a dica é guardá-las em rolos.

    * Toalhas de banho devem ser lavadas semanalmente ou conforme a necessidade. Quando lavá-las na máquina, coloque apenas metade do amaciante no reservatório do produto e complete o restante com água ou ainda substitua o amaciante por vinagre branco, as toalhas ficam super macias. As toalhas ficarão mais limpas se colocar uma colher de bicarbonato na água do enxágüe.

    * Toalhas de lavabo podem ser guardadas em pé, enroladinhas, assim ocupam menos espaço. Outra boa ideia é colocar uma cesta com toalhinhas enroladas sobre a pia do lavabo.

Edredons e cobertores

    * Os edredons devem ser lavados no final do inverno, espere até 4 dias para guardá-los pois geralmente demoram para secar completamente.

    * Para ganhar espaço, cobertores, colchas e edredons finos podem ser guardados em fronhas de algodão compradas avulsas no mercado. Os edredons maiores devem ser ensacados com embalagem apropriadas, o mais indicado é um plástico grosso, pode ser saco especial para esse fim ou um saco de lixo de boa qualidade. O importante é retirar todo o ar com um aspirador de pó e vedar bem depois com fita adesiva , pois sem ar dentro do plástico, não haverá pó nem insetos.

    * Você também pode guardar essas peças nas gavetas embaixo da cama ou dobrá-las bem direitinho e encaixar no maleiro do armário.

Fonte: Yahoo Mulher Brasil

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Cozinha: como mantê-la sempre limpa e cheirosa

Filtro de água de barro

Para higienizá-lo, basta esfregar o interior do filtro com uma esponja molhada. Depois, enxágue com bastante água. Por fim, borrife dentro e fora dele uma solução de duas colheres (sopa) de água sanitária e um litro de água. Seque bem e pronto!

Garrafa térmica

A cada troca de bebida, ponha um litro de água quente com uma colher (sopa) de bicarbonato. Aguarde uma hora e enxágue.
Tábua de carne

Prefira de plástico, que segura menos sujeira. Lave com água e detergente, com a bucha do lado amarelo, para não riscar. Enxágue, cubra com vinagre branco e deixe escorrer.
Pano de prato

A regra é: usou, lavou. Para isso, ponha a peça de molho durante dez minutos em um litro de água misturada a duas colheres (sopa) de água sanitária. Lave com sabão e enxágue. Após secar, passe com ferro bem quente.
Microondas

Coloque um pote com 150 ml de água e três rodelas de limão dentro e ligue por quatro minutos. Em seguida, passe uma esponja com solução de oito gotas de detergente por litro de água.
Paninho de pia

Jamais deixe que, depois de molhado, ele seque naturalmente. Toda vez que molhá-lo, coloque-o para lavar. O procedimento é igual ao da higienização dos panos de prato.
Esponja

Ao usar, lave com água e sabão, esprema e ponha de molho em um litro de água com duas colheres (sopa) de água sanitária, por cinco minutos. Mantenha-a longe do sabão.
Geladeira

Antes de aprender a limpar, conheça seu funcionamento: quanto mais alta a prateleira, mais gelada. Por isso, em cima de tudo, coloque as carnes. Abaixo, leite, ovos e frios. Por último, hortaliças. Na porta, deixe os itens menos perecíveis, como refrigerantes. Agora, sim, está na hora da faxina: retire os produtos e desligue. Lave com água e detergente. Pulverize uma mistura de água e vinagre branco (meio a meio). Limpe bem.
Chão e paredes

Para cada litro de água, pingue oito gotas de detergente. Passe a mistura com um pano. Prepare uma solução de duas colheres (sopa) de água sanitária para cada litro de água e espalhe nas superfícies.
Formigas e baratas

Para evitá-las, tampe bem os alimentos e jogue o lixo fora diariamente. Ah, vale usar iscas contra essas temíveis pragas, mas leia direitinho o rótulo e siga, ao pé da letra, as recomendações do fabricante.
Lixo

Ele deve ficar no chão e ter tampa acionada por pedais. Não se esqueça de trocar o saco interno todos os dias e de limpar o balde.

Fonte: Conteúdo do site Mais Feliz

O que você faz durante seu tempo livre em casa?

No que você dedica o tempo livre?

Chegar em casa nem sempre representa o começo do descanso. Muitas vezes, ao contrário, você continua em plena atividade, organizando, limpando e executando uma infinidade de tarefas domésticas. Outras vezes, também, limita-se à rotina de ligar a TV e consumir estímulos que dificilmente relaxam. Por isso, um bom exercício é prestarmos atenção aos movimentos que realizamos, quando o que se procura é melhorar a qualidade do tempo de ócio na intimidade do lar. Porque uma simples alteração no ritmo habitual pode produzir efeitos muito bons.

Uma enquete reveladora

Um site espanhol da Internet realizou uma enquete com doze mil habitantes de todo o país, de todas as idades e classes sociais. E o resultado é muito interessante. Mais de sessenta por cento do total gostaria de reduzir o tempo dedicado ao consumo de meios audiovisuais e às conversas por telefone, para aumentar os momentos de ócio criativo ou hobbies, como a decoração, os trabalhos manuais, a jardinagem ou a culinária recreativa. Entre os mais inativos, de ambos os sexos, se encontram os jovens de 18 a 25 anos, e os mais velhos, de 46 a 65 anos. No caso específico das mulheres, é muito alta a porcentagem do tempo que elas dedicam às tarefas de limpar, cozinhar por obrigação e cuidar dos filhos. E é unânime o fato de considerá-las tediosas e carentes da diversão desejada.

Mudar a rotina

Uma vez que são identificadas aquelas atividades que são feitas de maneira automática e que não produzem nada de prazeroso, o aconselhável é optar entre a resolução de abandoná-las ou de transformá-las em algo positivo. Se você mora sozinha, faça o teste de criar um clima de descontração e bem-estar que conecte você com o seu lado mais criativo. Se você mora com a família, experimente compartilhar as tarefas que antes fazia sozinha ou ouvir suas músicas preferidas enquanto faz as atividades que mais detesta. Se você mora com um companheiro, um bom espaço para o relaxamento pode dar bons resultados. Lembre-se dos conselhos da sabedoria oriental: “a energia positiva no seu ambiente pode transformar a sua vida”.

Fonte: Discovery

Saiba como fazer o arranjo de flores de corte durar mais e conheça as plantas resistentes

Conservar a beleza dos arranjos em vasos por mais tempo não é uma tarefa difícil. Com dicas simples e a escolha das espécies adequadas é possível manter as flores viçosas por dez ou até quinze dias.
Os cuidados devem começar na seleção de flores saudáveis e na escolha de plantas duráveis. O paisagista Marcos Brancher, sócio diretor da MB Flores, lembra que é importante checar previamente se a planta não tem flores secas ou murchas e se não há sinais de doenças, pragas ou danos físicos.
Outra recomendação é verificar se as flores estão devidamente limpas e embaladas. Caso adquira flores murchas, não é possível reavivá-las. Talvez consiga até melhorar o aspecto visual delas, mas a durabilidade certamente estará comprometida. Brancher aconselha que se dê preferência às flores com muitos botões. Quanto maior o número de botões, maiores serão as chances do arranjo durar mais.
De forma geral, as espécies tropicais como estrelizias, helicônias, alpínias, cravos e copo-de-leite suportam melhor o clima brasileiro, resistindo por 10 a 15 dias após o corte. “A astromélia, o lisianto e o antúrio também podem durar por até quinze dias”, diz Greice Peralta, paisagista do Shopping Garden. Ela explica que a maioria das flores mais comercializadas nas floriculturas, como as gérberas e as rosas, dura apenas de três a cinco dias após o corte.
Outra dica da paisagista na hora de escolher uma flor durável é observar a cor. Segundo Greice, embora haja exceções, as flores de tonalidades escuras tendem a ser mais resistentes.

Cuidados para tomar em casa

Os cuidados que visam aumentar a durabilidade das flores devem continuar ao chegar em casa. Em primeiro lugar deve-se retirar as plantas da embalagem que as envolve, o que nem sempre é feito justamente na expectativa de aumentar a proteção dos arranjos. “Manter a flor na embalagem plástica é um erro”, diz Marcos Brancher. Mantenha as flores em recipientes previamente desinfetados e com água limpa.
Uma prática fundamental para ajudar a tornar as flores menos perecíveis é fazer um corte de dois centímetros na base, em sentido longitudinal. Isso serve para aumentar a área de absorção de água pelas hastes. Mas, atenção: o corte deve ser feito com tesouras ou facas bem amoladas para não esmagar os tecidos das hastes, predispondo-as ao apodrecimento precoce. “Se for possível realizar o corte com o caule mergulhado na água, melhor será a absorção de água por parte da planta”, sugere Brancher.
Independente do tipo de flor e do arranjo, é fundamental retirar todo o excesso de folhagem que possa ficar sob a água para evitar apodrecimento e mau cheiro. Pelo mesmo motivo, com o passar dos dias, deve-se eliminar as folhas e pétalas murchas.
De forma geral, a vitalidade das flores fica bastante comprometida quando há exposição a climas extremos, sobretudo em ambientes muito secos, com ar condicionado, com muito vento ou mesmo muito quentes. Esse tipo de situação acelera a deterioração das flores. Portanto, se a intenção é fazer com que a flor dure, o ideal é mantê-la em ambientes frescos e sombreados.

Uso de aditivos para água

Na maior parte das vezes, água limpa é tudo do que uma flor precisa para ficar bem. O recomendável é que o líquido do vaso seja trocado a cada dois dias ou sempre que começar a ficar turvo.

Também é possível “aditivar” a água, na tentativa de fortalecer a flor. Greice Peralta, do Shopping Garden, conta que uma opção é utilizar conservantes em pó ou líquido, à venda em floriculturas e lojas de jardinagem. Esses produtos atuam reduzindo a presença de microorganismos nocivos, aumentando a durabilidade da planta.

Cinco erros que comprometem a durabilidade das flores

* Não retirar a embalagem da flor ou do vaso
* Não trocar a água do vaso com frequência
* Manter as flores próximas a ventiladores, ar condicionado ou locais de vento intenso
* Fazer a troca de água por água gelada. Isso causa choque térmico e diminui a resistência da planta
* Colocar gelo na base da flor para prolongar sua durabilidade. “Este método só funciona para a tulipa, que é uma espécie originária de locais frios”, diz Greice Peralta, paisagista do Shopping Garden.

Fonte: Uol

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Cuide bem do seu tapete



Quer fazer bonito na sua sala? Além de combinar o tapete com os outros móveis, você precisa tomar alguns cuidados especiais. Afinal, é necessário manter a cor e a beleza do tecido.


  • Limpe seu tapete todos os dias com uma vassoura macia. Passe o aspirador uma vez por semana.
  • Evite colocar as plantas exatamente em cima dos tapetes, porque a água dos vasos provoca mofo.
  • Mude a posição do tapete a cada três meses. Isso evita que um lado fique mais desbotado do que o outro.
  • Deixe o tapete com cheiro novo usando bicarbonato de sódio. É só jogar o pó, deixar agir por 15 minutos e passar o aspirador.
  • Elimine aquelas marcas de móveis aplicando o vapor do ferro de passar sobre o tapete. Em seguida, esfregue com uma escova.
  • Enrole o tapete no sentido do comprimento sempre que for guardá-lo. Se precisar deixar guardado por muito tempo, primeiro espalhe sal em toda a peça. Esse truque ajuda a afastar cupins e traças.

Fonte: M de Mulher - Blog Decoração do seu jeito

Mensagem da Brahma Kumaris - World Spiritual University


Sentimentos

“A principal razão de um obstáculo é o conflito de sentimentos. Nosso estado de espírito se eleva ou cai a partir de duas coisas: sentimentos e intenções. Para mantermos o alto-astral, precisamos ter mais sentimentos de: (1) bondade; (2) amorosidade e cooperação; (3) coragem e entusiasmo; (4) consciência de alma; (5) pertencimento. Todos esses tipos de sentimentos são chamados de bons votos. Quando temos bons votos em relação a nós e aos outros, nos sentimos mais próximos de todos. Como consequência disso, obstáculos e conflitos terminam.”

Brahma Kumaris

Para indicar o recebimento dessas mensagens a um colega por favor sugerir que acesse: www.bkumaris.org.br/cadastro

Site da Brahma Kumaris internacional: http://www.bkwsu.org/

Site da Brahma Kumaris no Brasil: http://www.bkwsu.org/brazil/

 

Diferentes maneiras de usar a lixa no dia a dia doméstico

Para unha, metal, madeira, parede... não importa: toda lixa é feita com uma folha fininha de madeira revestida por grãos abrasivos e cola do tipo PVA. Mas os usos vão muito além das funções específicas: o produto serve também para (pasmem!) abrir tampas emperradas, limpar camurça, facilitar o trabalho de passar roupa... Dê uma olhada nestas dicas e coloque-as em prática já!

1. Passe fácil

Para que o ferro deslize facilmente na roupa, experimente esta solução rápida: esfolie a base dele com uma lixa bem fina - ela age como a palha de aço, tirando as sujeirinhas que ficam grudadas no metal.

2. Lã sem bolinhas

Mesmo com todo o seu cuidado ao lavar as roupas de lã, ainda tem uma ou outra peça que fica com aquelas malditas bolinhas, certo? Além do bom e velho truque da lâmina (que pode ser deslizada suavemente pela blusa), você pode lançar mão da lixa fina. Passe-a delicadamente no suéter, numa só direção, e comprove o resultado!

3. Tira-mofo

O rejunte dos azulejos do banheiro ou da cozinha escureceu e as manchas não saem com produtos de limpeza. Passe no local uma lixa média de parede - tomando cuidado para não riscar os azulejos - até remover toda a marca escura.

4. Afiador de tesoura

Afie um instrumento de papel cortando com ele várias folhas de lixa d,água (aquela mais fininha). Repita o processo até sentir que a sua tesoura recuperou todo o poder de corte.

5. Destampe!

A sua mão desliza, o pano escorrega e a tampa da geleia não abre de jeito nenhum... Esfregue qualquer lixa na lateral da tampa - ela ficará áspera, facilitando a torção.

Fonte: M de Mulher

quinta-feira, 28 de junho de 2012

9 passos para atrair energia positiva para o quarto do casal

Especialistas em Feng Shui explicam que através de algumas mudanças no quarto é possível alterar o fluxo de energia e, dessa forma, melhorar a relação do casal. O ideal é começar por dicas simples sugeridas pelos estudiosos, como uma mudança de local da cama ou do espelho, que pode ser essencial para deixar o espaço mais harmonioso. Veja a seguir como implantar alguns métodos do Feng Shui no quarto do casal e aproveitar os resultados a dois:

1- Elimine os excessos. Móveis e enfeites são capazes de bloquear a circulação de energia, então tenha somente o necessário dentro do quarto.
Quanto mais clean, melhor.

2- A cama nunca deve ficar de frente para a porta. Também não é aconselhável deixá-la entre a janela e a porta, pois a área é de fluxo intenso de energia.

3- As cores interferem diretamente na energia do ambiente. Cores claras são preferíveis, mas sempre mescladas com algum tom. Branco total pode significar monotonia na vida do casal. O vermelho ajuda na sexualidade. Alguns objetos nesta cor são bem-vindos, como almofadas, lustres e velas.

4- Espelhos na frente e ao lado da cama não são recomendados. A cultura oriental acreditava que, quando uma pessoa dormia, seu espírito saía do corpo e os espelhos atrapalhavam essa caminhada, pois confundiam a alma.

5- O quarto limpo e organizado é fundamental para a circulação de energia. Se for uma suíte, mantenha a porta do banheiro fechada. Aliás, o quarto deve ser o local de menos movimento na casa para que cumpra sua função de ser um ambiente tranquilo para descanso.

6- Sempre que possível, evite brigas no quarto. O ambiente deve ser sinônimo de aconchego e tranquilidade.

7- Mantenha o quarto bem arejado e iluminado. A claridade atrai e estimula a energia positiva.

8- Se você puder olhar a planta da casa, é bom evitar que a cabeceira da cama fique encostada em canos de água e esgoto, pois isso pode provocar o roubo de energia.

9- Para finalizar, se você tiver uma cama box, não se esqueça de comprar uma cabeceira. Ela deve ficar encostada na parede para dar ao casal a sensação de segurança.

Fonte: imóvel Web

terça-feira, 26 de junho de 2012

Guardar ou jogar fora?



Você está indeciso sobre o que fazer com determinado objeto? Provavelmente é algo que poderia dar, jogar fora ou vender, mas por qualquer razão não se sente pronto para isso. Pergunte a si mesmo:


  • Usei esse objeto durante o ano passado? Sim/não
  • Alguém mais em casa precisou dele? Sim/não
  • Ele terá alguma utilidade real no futuro próximo? Sim/não
  • Se estiver quebrado, vale a pena consertá-lo? Sim/não
  • Esse objeto serve a algum propósito em minha vida? Sim/não
  • Preciso conservá-lo por qualquer motivo legal? Sim/não
  • É mais importante para mim manter o objeto do que ganhar o espaço que ele ocupa? Sim/não
  • Eu gosto dele? Sim/não
  • Alguém em casa gosta dele? Sim/não
  • Seria difícil ou caro substituí-lo? Sim/não

Resultado: não há resposta certa nem errada, mas um "sim" em uma das questões significa a existência de alguma forte razão para conservá-lo. Por outro lado, um "não" lhe dá um bom motivo para passá-lo adiante.

Fonte: Livro: Organize-se - Soluções simples e fáceis para vencer o desafio diário da bagunça - Donna Smallin - Editora Gente

Dicas para economizar energia elétrica

Geladeira

Escolha a melhor posição - Para evitar um aquecimento desnecessário da geladeira, instale-a longe do fogão. Procure também mantê-la longe de aquecedores e das áreas expostas ao sol. E deixe um espaço de pelo menos 15 cm entre as costas da geladeira e a parede, permitindo uma boa circulação de ar.

Verifique a vedação das portas - Mantenha seu refrigerador com as borrachas de vedação em bom estado, pois elas evitam que entre calor, evitando desperdiçar energia. Uma boa forma de conferir a vedação é fechar a geladeira com uma folha de papel entre a porta e o batente. Se ela ficar presa é sinal de que a vedação está em bom estado, mas caso fique frouxa ou caia, é melhor providenciar a troca das borrachas.

Limpe a geladeira periodicamente - Limpe o eletrodoméstico desligado, caso ele não seja frost free. Aproveite para descongelar o refrigerador, pois o gelo acumulado faz gastar mais energia.

Regule o termostato da geladeira - Siga a orientação do manual, especialmente nas estações mais frias do ano.

Adquira um modelo eficiente - Caso você esteja pensando em trocar de geladeira, escolha um modelo com o selo Procel de economia de energia. Outra dica é investir em um refrigerador que possua dispenser de água, evitando o abre e fecha da porta.

Descarte corretamente sua geladeira inoperante - Caso você tenha uma geladeira antiga e sem possibilidades de conserto, entre em contato com o seu fabricante, que será responsável pelo descarte correto do eletrodoméstico.

Ferro de passar

Evite ligar o aparelho repetidas vezes durante a semana - Como o ferro precisa esquentar, o ideal é juntar o maior número de roupas possível para passar, otimizando o uso do aparelho, que tem um alto consumo de energia.

Avalie as peças que devem ser passadas - Algumas malhas não amassam e, por isso, não pedem o uso do ferro. Roupas íntimas, bem dobradas, também dispensam esse cuidado.

Organize as roupas no varal -Ponha as camisas para secar no cabide, bem esticadinhas, facilitando o trabalho de passá-las.

Siga uma ordem racional -Comece a passar as peças mais pesadas, que pedem mais calor.

Desligue o ferro antes de terminar de passar as roupas -Aproveite a quentura do aparelho, que demora a esfriar, para passar peças bem leves, como panos de prato.

Máquina de lavar

Acumule roupas antes de começar a lavar - Agindo assim, você pode utilizar a máquina de lavar uma ou duas vezes por semana, dependendo da quantidade de peças usadas por sua família. Além de reduzir o consumo de energia, você economiza água.

Utilize o eletrodoméstico corretamente - Mantenha os filtros da máquina sempre limpos. E verifique no manual do fabricante a quantidade correta de sabão em pó e detergente, evitando repetir o processo de enxágüe.

Escolha o modelo sob medida para sua família - Antes de adquirir o aparelho, observe não apenas o tamanho, mas a capacidade (quantos quilos de roupas a máquina comporta). Escolha um eletrodoméstico com dimensões adequadas à quantidade de pessoas da casa para poupar energia e água.

Outros equipamentos domésticos

Utilize o computador racionalmente - Quando der uma pausa demais de dez minutos no trabalho, coloque a máquina no modo de economia de energia. Ou seja, mantenha acionado o programa Energy Star, que reduz o consumo de energia do monitor e o desliga quando o equipamento não estiver sendo utilizado por muito tempo.

Evite cozinhar alimentos no microondas - Use o aparelho somente quando for necessário aquecer alimentos. Uma boa prática é mantê-lo desligado da tomada, e só ligá-lo na hora de utilizá-lo.

Reduza o tempo de trabalho da cafeteira - Utilize o aparelho somente na preparação do café, pois ele consome, em média, 700 Wh. Para manter a temperatura adequada da bebida, substitua a cafeteira por garrafas térmicas.

Recarregue seu celular de maneira correta -Siga o tempo previsto pelo fabricante do aparelho. Não se esqueça de conferir esse tempo, retirando o carregador da tomada quando a carga estiver completa, para poupar energia e preservar o aparelho.

Limite o tempo de banho - O chuveiro é um dos aparelhos residenciais que mais consomem energia. Portanto, use-o da forma mais racional possível.

Fonte: http://www.ampla.com/

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Como cuidar bem de plantas em vaso




O segredo para ter plantas bonitas e saudáveis em casa é dar a elas condições próximas ao de seu habitat de origem. Ou seja, pensar na composição da terra, na incidência de luz, na água e na nutrição. No caso do cultivo em vasos, prefira recipientes de barro ou cerâmica por imitarem o solo, possibilitando que as raízes respirem mais facilmente. À noite, evite deixar as espécies sob a iluminação artificial: assim como as pessoas, elas precisam passar horas no escuro. Quando chove, sempre que possível, coloque os vasos debaixo d'água - as plantas ganham viço depois de um bom banho de chuva. Essas regras simples nasceram da observação e da sensibilidade dos apaixonados por jardinagem. Convivendo de perto com seus exemplares preferidos, você também pode descobrir como tratá-los da melhor maneira possível. "Quem gosta de plantas já entende o assunto", afirma o engenheiro agrônomo Onélio Argentino, professor da Escola Municipal de Jardinagem de São Paulo. "Mesmo que a pessoa erre um pouco no começo, basta ter paciência e atenção à natureza para aprender. As espécies vão nos guiando", complementa.

Água na dose certa

Como saber qual é a quantidade de água de que cada espécie precisa? Um caminho é observar o desenvolvimento das plantas para descobrir suas necessidades. "Grande parte dos exemplares morre por excesso de água e não por falta dela. É preferível regar freqüentemente e sem exageros. Terra encharcada propicia o aparecimento de fungos e pragas e provoca o apodrecimento das raízes", afirma o paisagista João Jadão, da Planos e Plantas. Para não errar na dose, veja algumas dicas:

• Sinta a umidade da terra pressionando o dedo no vaso até 2,5 cm de profundidade. Regue apenas se perceber que o solo está seco.

• Procure molhar as plantas pela manhã. Assim haverá tempo para a absorção e a evaporação de um eventual excesso. A umidade que persiste por toda a noite aumenta a chance de um ataque de fungos.

• Use um regador que passe entre as folhagens sem machucá-las e libere um pequeno volume de água por vez. Os de bico longo funcionam bem.

• Durante os meses de inverno, as regas devem ser mais espaçadas, pois as plantas entram em repouso.

• Vasos de barro absorvem mais água que os de plástico e pedem um intervalo menor entre as regas. Mas é justamente a porosidade do material que permite que as raízes respirem melhor.

Algumas espécies, como a avenca, necessitam ainda de umidade no ar. Para criar essa condição, um recurso é pulverizar água ao redor da planta todos os dias, mesmo sem molhar a terra. "Isso cria um microclima apropriado", diz Jadão. Outra sugestão dos paisagistas é tentar reproduzir uma mata, agrupando vários vasos num mesmo local. Juntas, as plantas transpiram e liberam maior volume de vapor d'água. Longos períodos sem regas deixam as plantas ressecadas e debilitadas - algumas não se recuperam e chegam a morrer. Quando você viajar, peça para um amigo que goste de jardinagem assumir a tarefa de regar ou, se a ausência for curta, instale no vaso um gotejador de plástico com regulagem de vazão. Uma alternativa para manter a terra úmida é a técnica do barbante: coloque água em uma garrafa PET, feche e faça um furo na tampa. Passe um barbante pela abertura, de forma que ele chegue ao fundo do recipiente. Enterre a outra ponta do fio no vaso.

O preparo da terra

A chamada mistura básica, usada para a maioria das plantas, tem a seguinte proporção de tipos de solo e outros ingredientes: 1/3 de areia de rio (a areia de mar não deve ser empregada devido à grande quantidade de sal), 1/3 de terra comum e 1/3 de material orgânico (húmus, esterco), do qual as plantas vão retirar os nutrientes fundamentais. "Para dar leveza à receita, pode-se substituir a areia por algum substrato pronto que contenha vermiculita (rochas trituradas), palha de arroz ou outro item que deixe a composição mais areada e mantenha a água e os nutrientes disponíveis por mais tempo", afirma o engenheiro agrônomo Onélio Argentino. Espécies tropicais, como as samambaias, que apreciam a umidade, podem ser plantadas em outra proporção de ingredientes: 2/4 de húmus, 1/4 de terra e 1/4 de areia. Qualquer que seja o tipo de planta, as dicas abaixo ajudam a aproveitar melhor os nutrientes do solo:

• As regas vão achatando a terra. Sempre que notar que ela está endurecida, revolva para afofar, com o cuidado de não ferir caules e raízes.

• Se não conseguir deixar a terra soltinha, verifique se as raízes da espécie cresceram demais. Em caso positivo, é hora de transplantá-la para um vaso maior.

Luz garante o verde

Sem luminosidade, as plantas não realizam a fotossíntese, uma de suas funções essenciais. O pigmento verde clorofila, sob a ação da luz, retém gás carbônico, libera oxigênio e vapor d'água, que refresca os ambientes. A fotossíntese também é o processo pelo qual as espécies produzem os açúcares que as alimentam. "É por isso que, em local escuro, as plantas enfraquecem a ponto de fenecer", explica a arquiteta Aline Najar, da Geovida. Há, claro, exceções. "As variedades de interior, de verde mais intenso, suportam melhor os ambientes com baixa luminosidade", diz. Já as folhagens coloridas, como o cróton, e as espécies floridas não abrem mão de luz solar para realçar seus matizes. Se você cultiva exemplares dentro de casa, não se esqueça destes detalhes:

• A claridade das janelas chega lateralmente às plantas, que tendem a crescer em direção à luz. Resultado: um lado fica mais farto e viçoso que o outro. Para evitar o problema, gire o vaso com regularidade.

• Quem tem quintal ou varanda aberta pode fazer um rodízio: deixe os vasos que ficam em ambientes fechados tomando sol por alguns dias e traga os da área externa para o interior.

Cuidados ao podar

A remoção de partes da planta só deveria ser efetuada com um objetivo: dar saúde e vigor à espécie. Isso quer dizer retirar galhos secos, doentes e mal-formados, que danifiquem o equilíbrio do formato original da planta. A operação é conhecida como poda de limpeza. "Excetuando esses casos, não se deveria podar, pois cada corte desnecessário faz a planta sofrer um estresse", acredita a arquiteta Aline Najar. No caso de plantas lenhosas, que tenham galhos duros e secos, recomenda-se, após o corte, passar algum cicatrizante no local, como o gel das folhas de babosa (Aloe vera) ou própolis em gotas. Espécies que dão flores merecem uma atenção a mais: sempre remova as flores secas e murchas. "Flores mortas podem apodrecer e levar ao aparecimento de fungos", diz a arquiteta.

Adubo que revigora

Os três elementos básicos para um solo sadio estão contidos na sigla NPK, que significa nitrogênio, fósforo e potássio. Eles podem ser comprados juntos, em um adubo à venda em lojas de jardinagem, ou separados, em fontes naturais. O nitrogênio é encontrado em húmus de minhoca, esterco e torta de mamona, o fósforo, na farinha de ossos, e o potássio, em cinzas de madeira obtidas da queima de lenha. "Você pode pedir o material em uma pizzaria ou padaria. Já as cinzas de churrascarias contêm muito sal e prejudicam as plantas", aconselha Onélio Argentino.

Outras dicas para uma adubação correta:

• Use de preferência adubos orgânicos. Eles contêm os mesmos microorganismos do solo e tornam a terra nutritiva e fofa para que as plantas respirem melhor.

• Retire cerca de um terço da terra do vaso, acrescente o adubo a ela, na proporção indicada, e depois recoloque a mistura no recipiente.

• Após a adubação, molhe a terra. A água serve de condutor para os sais minerais e dissolve eventuais excessos, que podem prejudicar as raízes.

Fonte: Casa Claudia