quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Colchão bem cuidado

Manter o colchão em boas condições é fundamental para garantir noites de sono reparadoras. Por isso, ao contrário do que muita gente faz, jamais coloque-o no sol – as células da espuma ressecarão, perdendo a capacidade de se contrair quando deitamos e de voltar ao normal quando nos levantamos. Também evite cobrir o estrado com papelão, plástico ou cobertor, pois retêm a umidade e causam mofo. O correto é usar uma capa para proteger o colchão contra o suor ou outras substâncias, aspirá-lo uma vez por mês para eliminar as células mortas virá-lo a cada 15 dias.

Fonte: Revista Ana Maria

domingo, 9 de outubro de 2016

Outubro Rosa - Campanha de prevenção ao Câncer de mama



O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

Para o Brasil, em 2016, são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama. Tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

O que aumenta o risco?

- Sedentarismo
- Consumo de bebida alcólica
- Exposição frequente a radiações ionizantes (raios X)
- Não ter tido filhos
- Primeira gravidez após os 30 anos
- Não ter amamentado
- Parar de menstruar após os 55 anos
- Uso de pílulas contraceptivos hormonais (estrogênio- progesterona)
- Ter feito reposição hormonal pós menopausa, principalmente por mais de 5 anos
- Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos
- História familiar de câncer de mama em homens
- Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2

Já o câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos da doença. Homens também podem ter câncer de mama, mas somente 1% do total de casos é diagnosticado em homens.

Atenção: a presença de um ou mais desses fatores de risco não significa que a mulher necessariamente terá a doença.

Como prevenir

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como:
- Praticar atividade física regularmente;
- Alimentar-se de forma saudável;
- Manter o peso corporal adequado;
- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
- Amamentar

Sinais e Sintomas

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias.

Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

- Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
- Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
- Alterações no bico do peito (mamilo);
- Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
- Saída espontânea de líquido dos mamilos

As mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica ao identificarem alterações persistentes nas mamas. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

Detecção Precoce

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura. Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Mamografia é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas.

Mulheres com risco elevado para câncer de mama devem conversar com seu médico para avaliação do risco para decidir a conduta a ser adotada.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Ideias do que ter no quarto de hóspedes





1. Flores novas! Elas são capazes de transformar completamente o ambiente e o astral do seu hóspede. Não precisa ser um arranjo de floricultura, podem ser até flores ou folhagens do seu próprio jardim colocadas em um vaso ou jarra com água para criar um clima mais intimista.

2. Apoio para Mala: ok, eu sei que não é comum se ter este tipo de acessório (comum em hotéis) em casa, mas uma mesinha ou até um banco ou cadeira podem fazer as vezes de apoio e facilitar a vida do seu hóspede na hora de desarrumar ou arrumar a mala.

3. Cesto de lixo. Quando estamos viajando é comum voltarmos da rua com a bolsa cheia de papéis, cartões, anotações de endereços, sacolas de lojas, notas fiscais etc. Um cesto de lixo vai facilitar para seu convidado manter a ordem no quarto.

4. Velas aromáticas. Frescurinha, eu sei, mas são puro charme e vão deixar o ambiente mais acolhedor e perfumado.

5. Lenços. Para mil utilidades.

6. Relógio. Porque não tem coisa pior do que acordar no meio da noite, fora de casa e não saber que horas são nem onde estamos! Rsrsrs. Se o relógio tiver despertador, melhor. Lembre-se que nem todo mundo está acostumado a usar o despertador do celular.

7. Papel e Caneta. Eu carrego SEM-PRE papel e caneta, mas vai que seu hóspede tenha esquecido e precise anotar qualquer coisa ou até deixar um bilhete para você.

8. Robe. De preferência de tamanho grande, que qualquer pessoa possa usar.

9. Luz para leitura. Muita gente lê à noite, antes de dormir, e uma boa iluminação é indispensável para isso. Fique atenta se a iluminação do quarto de hóspedes é adequada e se não há lâmpadas queimadas.

10. Revistas e livros. São decorativos e também úteis. Mas nada de revistas Veja de 2010, ok? Coloque revistas atuais.

11. Água mineral fresca. Pode ser uma moringa ou em uma jarra ou até mesmo nas próprias garrafinhas. Não esqueça de repor a água mineral no final do dia ou à noite.

12. Comidinhas. Lembre-se que seu hóspede pode chegar em casa no final do dia com fome e ficar tímido de ir desbravar a cozinha. Deixe à mão (pode ser em uma bandejinha) barrinhas de cereal, biscoitos, chocolates e até frutas.

13. Cabides para que seu hóspede possa tirar as roupas da mala pendurá-las.

14. Kit Banheiro. Caso seu convidado tenha esquecido qualquer coisa, deixe no banheiro shampoo, condicionador, sabonete líquido, pasta de dentes, algodões, cotonetes, secador de cabelos e o que mais você achar necessário.

Outras coisas que podem ser bem úteis são ferro de passar, kit costura, etc. Fica a seu critério colocar outros itens úteis aos seus hóspedes.

Retirado do blog: clarissacabeda.com.br

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

sábado, 24 de setembro de 2016

6 Maneiras de organizar os talheres

Quem disse que os talheres da mesa precisam sempre ser colocados da mesma forma: faca do lado direito e garfo do lado esquerdo? Em ocasiões mais casuais, os talheres podem e devem ser inseridos como parte da decoração da mesa de maneira criativa e charmosa. Veja 5 maneiras de organizar talheres:


 Use objetos recicláveis como potes de vidro para organizá-los em pé com o guardanapo junto.


Se o jantar for mais elegante coloque-os dentro das taças.


Se preferir use os talheres lado a lado, presos por uma corda



Ou então o jeito clássico, enrolado no guardanapo.




Fonte: weshareideias.com.br

terça-feira, 6 de setembro de 2016

7 dicas para uma vida minimalista e seus benefícios


Olá! Sou seguidora e fã do Blog Chega de Bagunça. Saiu uma postagem muito interessante que faz a gente pensar no estilo de vida que a sociedade consumista nos impõe.  Abaixo, segue a postagem.


Afinal, quem precisa de tantas coisas? Em um mundo ideal poderíamos viver com poucas peças de roupa, como uma jaqueta, um par de sapatos, um vestido, uma calça e uma camiseta. Apenas um pouco de tudo seria suficiente, porém muitas vezes parece que precisamos possuir mais do que apenas um para nos sentirmos “satisfeitos”.

Claro que um guarda roupa com poucas peças, pode não funcionar para todas as ocasiões. Uma jaqueta que pode ser usada no trabalho, pode não ser adequada para um evento, aquele par de sapatos perfeitos para uma festa, não são adequados para uma caminhada. Da mesma forma, não é possível viver sem as coisas da vida cotidiana como roupas de cama, banho e panelas que não são exatamente os objetos emocionantes de se possuir, mas são úteis.

Quando falamos de viver uma vida minimalista, as coisas que possuímos devem servir a um propósito. Precisamos de coisas que atendam às nossas necessidades. No entanto, abaixo da superfície, o minimalismo é sobre algo muito maior. Trata-se de reavaliar nossas atividades, nossos hábitos e nossas motivações.

Minha família e eu nos mudamos para uma casa menor neste ano, e passamos pela experiência de descartar coisas desnecessárias, mas com as quais estávamos acostumados a conviver. Hoje possuímos apenas um terço dos itens que possuíamos e posso afirmar que ter menos é uma experiência libertadora. Temos necessidade de comprar menos, usamos a casa com propósito definido, passamos mais tempo juntos, além disso, é possível perceber também os benefícios financeiros dessa mudança.

Aqui estão 7 dicas para uma vida minimalista e seus benefícios.

1. Venda o desnecessário

Estima-se se cada pessoa tenha cerca de 3.000 a 5.000 itens pessoais. Dá para acreditar? Isso é um monte de lixo e isso é um monte de dinheiro parado, provavelmente mais do que você imagina. Separe roupas que você comprou e não gostou e todas aquelas que estão paradas no armário e faça algum dinheiro.

2. Compre menos


Pessoas minimalistas rotineiramente gastam menos em compras no varejo. O que é surpreendente, é que uma vez que a pessoa experimenta a liberdade de possuir menos, ela se torna mais e mais atraída por viver com menos. Nesse ponto, você já começa a sentir os benefícios no bolso.

3. Faça as contas do valor real


Muitas vezes, quando compramos um item, nós só olhamos para o preço de etiqueta. Mas isso raramente é o custo total. Nossas compras sempre custam mais a longo prazo. Além disso, com o tempo a maioria dos itens se torna obsoleto ou se desvaloriza rapidamente. Isto pode ser visto claramente em itens como carros (Seguro, impostos, combustível, manutenção) e aparelhos eletrônicos como celulares e televisões (internet, serviços streaming, pacote de tv por assinatura, energia elétrica). Pequenas correções e os custos de manutenção também tendem a somar.

4. Repense o espaço de morar


O metro quadrado está cada vez mais caro para comprar ou alugar. Além disso, quando falamos de locais para armazenamento fora de casa como depósitos e contêineres, podem parecer uma boa ideia para manter alguns itens que não cabem dentro de casa, mas pode custar caro. Aqueles que escolhem viver uma vida minimalista preferem viver em locais menores e poupar o dinheiro que seria gasto com uma casa maior ou com o aluguel de um espaço de armazenamento. Basta imaginar o quão diferente seriam suas finanças se você vivesse em uma casa menor!

5. Melhore sua saúde física e emocional


Cada posse acrescenta aumento da ansiedade em nossas vidas. O minimalismo traz maior saúde emocional para as nossas vidas. A saúde emocional traz saúde física. E ambos estão entre os maiores investimentos que podemos fazer.

6. Viva com propósito

Minimalismo traz um maior propósito em todas as áreas da vida. Ele começa nos fazendo avaliar tudo o que possuímos. Mas muitas vezes, o princípio de manter “somente o melhor” estende-se para outras áreas da nossa vida também: horários, relacionamentos, saúde e hábitos. Uma vez que começamos a praticar hábitos mais saudáveis em outras áreas da vida, as decisões mais sábias são mais fáceis de serem tomadas e o desnecessário é deixado de lado.

7. Ganhe tempo extra


Um dos maiores benefícios do minimalismo é a quantidade de tempo que ganhamos para nossas vidas. Quando temos menos para limpar, organizar, manter e reparar, temos mais tempo para outras atividades. O minimalismo pode te ajudar a ter mais tempo para usar com sua família ou para outra atividade.

Fonte: blogchegadebagunca.com.br

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Casa Cor Minas 2016



Começou ontem mais uma edição da Casa Cor Minas. Além dos visitantes poderem conferir todos os ambientes da mostra assinados por renomados profissionais da arquitetura e do design, haverá diversas outras opções, como shows musicais, lançamentos de livros e revistas, workshops, experiências de degustação, harmonização e performances gastronômicas ao vivo, valorizando talentos locais e apresentando um olhar também para a arte e cultura da região.



Na foto acima, um dos ambientes da mostra. Suíte Inverno Azul por Natália Botelho e Paola Corteletti. O espaço foi pensado para pessoas com a mente jovem, que buscam renovações em sua vida. Por isso mesmo, o layout não tem nada óbvio, com ambientes inusitados e atemporais. A cama, desenhada pelas arquitetas exclusivamente para a mostra, tem, logo atrás, um ambiente de estar e leitura com bancada, estante, armários e um nicho aconchegante.

QUANDO?

30 de agosto a 4 de outubro de 2016

Terça à sexta das 15h às 22h

Sábado das 13h às 22h

Domingo e feriados das 13h às 19h

ONDE?

Alameda das Latânias, 30, esquina de Av. Otacílio Negrão de Lima - Pampulha

QUANTO?

De R$40 à R$50

Fonte: casacorminas.com.br